Como conduzir entrevistas?

interview-2071228_960_720

Já se perguntou como fazer entrevistas? Achei este artigo abaixo muito interessante com boas dicas de como conduzir entrevistas. Está em Inglês.

Conducting an interview – Open Unversity

Anúncios

Hitler: uma carreira

Rios de tinta já foram escritos a respeito de Hitler e o período negro em que esteve no poder. Parece que quanto mais sabemos sobre esta época, mais ficamos boquiabertos como tudo aquilo pôde acontecer…

A pergunta que nos assalta continuamente é: como Hitler ascendeu ao poder? Isto poderia acontecer hoje? Às vezes a possibilidade de que isto possa acontecer atualmente me dá calafrios. Todavia, vejo muitas semelhanças com aquela época pré-Hitler e os conturbados dias que vivemos.

O primeiro documentário é Hitler: uma carreira de Joaquim Fest. “Admirável documentário de montagem, no qual são utilizados unicamente documentos de época, “Hitler, Eine Karrier” acompanha todo o percurso público de Adolf Hitler. Trata-se menos de um filme sobre a II Guerra Mundial e o extermínio dos judeus do que de uma obra sobre a imagem pública de Hitler e a evolução desta imagem. Realizado com a colaboração do historiador Joachim Fest, biógrafo de Hitler e autor de diversos estudos sobre o nacional-socialismo e a resistência alemã, o filme tem narração em voz off, além de trechos de discursos e da narrativa de noticiários cinematográficos, mas não inclui nenhuma entrevista contemporânea, recusando por conseguinte uma estrutura televisiva.” (Fonte: Site Cinecartaz).

O documentário está disponível no Netflix (aqui) e também no Youtube (aqui).

Tem ele aí embaixo também.

 

Na outra ponta tem uma sátira alemã que no fim dá calafrios…(não vou contar para não estragar a surpresa); mas vale a pena ver!!!!

Aqui está a resenha deste filme.

Aqui é o Link no Netflix.

E aqui tem uma interpretação dele em relação ao Brasil.

Video de um professor que explica o filme.

Espero que gostem!!

 

Liberdade: história de um conceito

O Professor Quentin Skinner diz que todo conceito que tem uma história não deve ter uma definição. Isto ocorre pois uma definição aprisiona, não elucida, não mostra toda a riqueza de uma idéia ao longo do tempo.

Na descrição do video abaixo podemos ler: “What is liberty? This cherished ideal, which lies at the heart of our democracy, has proved very difficult to define. In this provocative lecture, eminent political theorist Quentin Skinner explores some influential meanings of liberty—especially those that define liberty in negative terms, as the absence of interference or arbitrary domination. He shows how negative liberty has important implications for the conduct of democratic government.

Quentin Skinner is the Barber Beaumont Professor of the Humanities at Queen Mary University of London. His interests lie in modern intellectual history and philosophical themes including the nature of interpretation and historical explanation, and the concept of political liberty and the character of the State. Skinner’s historical research centers on early-modern Europe, particularly the Italian Renaissance. He has published books on Machiavelli, on early Renaissance political painting, on ideals of civic virtue, and has edited Machiavelli’s The Prince. He also works on seventeenth century England, and has written extensively on the relations between rhetoric and philosophy. He recently completed a book on Shakespeare and forensic eloquence, and has published three books on the philosophy of Thomas Hobbes. His best-known work, The Foundations of Modern Political Thought, attempts to span the whole early-modern period. ”

Aproveitem!!

 

Maquiavel era maquiavélico?

Para responder a pergunta eu recomendo assistir a palestra abaixo. Ela é ministrada pela Professor Quentin Skinner. Prof Skinner é um historiador britânico. Diplomado em Cambridge, logo se tornou um dos mais requisitados professores da atualidade, tendo ministrado cursos em Princeton, Harvard, Cornell, Oxford e na École des Hautes de Paris, enquanto suas conferências já o levaram a mais de uma dezena de países. Co-editor de inúmeras revistas acadêmicas, Skinner publicou em 1981 Maquiavel traduzido para 9 idiomas, e Reason and rhetoric in the philosophy of Hobbes, em 1995. Desde 1978, é professor de Ciência Política na Universidade de Cambridge.

Em 2006 ele foi premiado com o Premio Balzan para a história e a teoria do pensamento político.

Não contem com o fim do livro…

Pois é, muita gente fala que o livro eletrônico (ebook) veio matar o livro em papel. Será? Umberto Eco e Jean-Claude Carrière discutem o que significa o fim do livro. Estariam os prognósticos errados?

O fato é que os profetas erram glamurosamente…

Veja o livro na Amazon. Lá só tem em papel, mas algum gaiato, amante dos livros, já colocou uma cópia em formato digital…. Aqui.

A sinopse está logo aí abaixo.

pointing-down-finger

Link da Amazon:

510TQTuF8sL._SX324_BO1,204,203,200_

Sinopse do Livro (da Amazon.com.br):

O filme matou o quadro? A televisão o cinema? Boas-vindas então às pranchetas e periféricos de leitura que nos dão acesso. através de uma única tela. à biblioteca universal doravante digitalizada. ” Do papiro ao arquivo eletrônico. Umberto Eco e Jean-Claude Carrière atravessam 5 mil anos de história do livro em uma discussão erudita e bem-humorada. sábia e subjetiva. dialética e anedótica. curiosa e de bom gosto. Na conversa entre os autores. intermediada pelo jornalista Jean-Philippe de Tonnac. a intenção não é apenas entender as transformações anunciadas pela adoção do livro eletrônico. mas dar início a um debate instigante e atual a partir da premissa de que e a história dos livros e o amor a eles os salvarão do desaparecimento.
A experiência de bibliófilos. colecionadores de exemplares antigos e raros. pesquisadores e farejadores de incunábulos. os faz considerar o livro. como a roda. uma invenção perfeita e insuperável. O livro aparece aqui como uma instituição sólida. anatômica e funcionalmente adequada que as revoluções tecnológicas. anunciadas ou temidas. não exterminarão. Os autores se divertem mostrando como o livro atravessou a história da humanidade. para o melhor e às vezes para o pior – Eco reuniu uma coleção de livros raríssimos sobre o erro humano. na medida em que. para ele. eles condicionam toda tentativa de fundar uma teoria da verdade. Diante do desafio representado pela digitalização universal dos escritos e da adoção das novas ferramentas de leitura eletrônica. essa evocação de venturas e desventuras do livro permite relativizar as mudanças que estão por vir. Homenagem divertida a Gutenberg. essas conversas irão arrebatar todos os leitores e apaixonados pelo objeto livro. E não é impossível que também alimentem a nostalgia dos detentores de e-books.

 

Como funciona o Bitcoin? (em inglês- vídeo de 5 minutos)

Você quer entender como funciona o bitcoin? Veja este vídeo em inglês. Para facilitar ative as legendas (pena que tb estão em inglês).

Excelente livro sobre Bitcoin e cryptocurrencies

Estou lendo este livro e estou gostando muito. Ele é simplesmente revolucioário na maneira apaixonada como aborda o assunto sem deixar de lado o rigor das informações.

O autor é autoridade mundial sobre Bitcoin:

41s6s6d0il-_sy346_

https://www.amazon.com.br/Internet-Money-English-Andreas-Antonopoulos-ebook/dp/B01L9WM0H8/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1478521018&sr=1-1

Entradas Mais Antigas Anteriores

%d blogueiros gostam disto: